Pior do que as espinhas e acnes são as cicatrizes que ficam na pele permanentemente após o surgimento, além de afetar a auto estima, as cicatrizes criam verdadeiras lesões na pele que podem gerar um incomodo a longo prazo. A boa notícia é que convidamos o dermatologista Aldo Vasconcelos para tirar todas as suas dúvidas e explicar como tratar cada lesão. Confira:

1. O que são cicatrizes de acne e como elas são formadas?
As cicatrizes de acne estão diretamente relacionadas com a manipulação das espinhas. Esse gesto, ao contrário do que se pensa, não dá um fim à lesão, mas acaba piorando o caso, aumentando o quadro inflamatório, além de evitar que a ferida se regenere corretamente.

Outro motivo que pode causar as cicatrizes são o grau de severidade da lesão de acne. Se o paciente tiver entre os graus 3 e 5, tem grandes chances de ficar com alguma cicatriz devido à gravidade.

2. Graus de acne que podem causar cicatriz?
Os quadros mais leves de acne possuem um risco menor de ficar com sequelas. Já os graus 3 a 5 podem deixar cicatrizes na pele.

Grau 3: cravos, pápulas e pústulas (lesões com pus);
Grau 4: além das características acima, possui cistos e nódulos (lesões maiores e com grande saída de secreção);
Grau 5: todas as características acima + grande processo inflamatório na pele, com possibilidade de febre e mal-estar.

3. É possível corrigir totalmente essas lesões?
Cada caso tem que ser avaliado individualmente. Nem sempre conseguimos deixar a pele totalmente íntegra, ou seja, sem cicatrizes, mas mesmo nos casos mais graves, conseguimos obter uma ótima resposta aos tratamentos. É imprescindível que todos os procedimentos sejam indicados por um dermatologista, pois ele irá avaliar de acordo com o tipo de lesão. Além disso, é importante que paciente seja regrado, para termos um resultado satisfatório.


4. Como prevenir as marcas de acne?

A melhor forma é manter uma higiene corporal adequada, controlar a oleosidade da pele com os tratamentos prescritos pelo dermatologista e ter uma rotina de skin care adequada para seu tipo de pele. Além disso, é imprescindível não manipular as lesões, pois caso tenha uma infecção local, a bactéria pode contaminar e infectar áreas adjacentes, o que irá piorar o caso.

5. Quais cuidados podem ajudar na prevenção?
Alimentação adequada, evitando industrializados, condimentos. Lembrando da importância da ingestão hídrica para hidratação!
- Remover a maquiagem com solução micelar;
- Lavar o rosto duas vezes ao dia com sabonete específico para a pele acneica;
- Usar um tônico adstringente para limpeza profunda dos poros;
- Usar um produto antiacne recomendado pelo dermatologista;
- Aplicar diariamente filtro solar com toque seco e função antiacne ou antioleosidade;
- Borrifar ao longo do dia um spray antioleosidade para controlar a produção de sebo;
- Visitar o seu dermatologista regularmente para controlar o problema.