A governadora do Rio Grande do Norte, professora Fátima Bezerra, acompanhada do vice-governador Antenor Roberto, abriu na manhã desta segunda-feira (12), por meio virtual, a Jornada Pedagógica 2021 da rede estadual de ensino promovida pela secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seec). O evento acontece até o próximo dia 14 com o tema "2021: Freire-Ano da Educação Potiguar”.

A governadora afirmou que "a semana pedagógica brota com o desejo de voltarmos às salas de aula, já que a educação é a escola e não temos como imaginar nação civilizada sem educação. A educação é um passaporte para a cidadania como Paulo Freire nos ensinou. Mas o Comitê Científico diz neste momento que não é recomendado o retorno às aulas presenciais e, por isso, estamos discutindo nesta jornada o ensino remoto para que possamos chegar ao maior número de alunos".

Ao finalizar, a chefe do Executivo estadual foi taxativa: "as atividades presenciais na educação vão retornar quando as condições epidemiológicas avalizadas pelo Comitê Científico permitirem. Deixo duas frases de Paulo Freire que sempre nos inspiram - Ensinar não é só transferir conhecimento, mas criar condições para sua construção; e educar é, antes de tudo, um ato de amor. E mais do que nunca precisamos de amor, de compreensão e cooperação para superarmos as dificuldades", concluiu.

Secretário de Estado da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Seec), Getúlio Marques reforçou as iniciativas do Estado para ampliar o ensino remoto. "Desde 2020 vimos fortalecendo a educação com a contratação de professores, saímos de 300 para 120 mil salas virtuais, o que mostra que estamos cuidando dos nossos alunos". Sobre o reinício das aulas presenciais, Getúlio argumentou: "a pandemia nos levou ao ensino não presencial. Os ensinamentos do mestre Paulo Freire se fazem muito importantes neste momento para garantir o direito dos estudantes. A vida não se recupera, mas a aprendizagem sim. Defendemos voltar logo que tenhamos toda segurança referendada pelo conhecimento científico e segurança sanitária para que não fique em risco a vida de alunos, familiares e professores".