A Moura Dubeux, maior incorporadora do Nordeste, protocolou na tarde desta quarta-feira, 12 de janeiro, na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sua prévia operacional relativa ao quarto trimestre de 2021, reportando três lançamentos no período, com valor geral de vendas (VGV) bruto de R$ 256 milhões e líquido de R$ 182 milhões. No ano, foram 17 novos projetos no total, com VGV bruto de R$ 1,4 bilhão e líquido de R$ 1,1 bilhão. Os empreendimentos dos últimos três meses foram os seguintes: Casa Serena na Praia de Serrambi, em Pernambuco, e Edifício Líbano, em Recife, ambos de alto padrão; e Beach Class Carneiros - Fase 1 na Praia dos Carneiros (PE).
 
As vendas e adesões líquidas totalizaram R$ 341 milhões no quarto trimestre, representando crescimento de 17,6% em relação ao mesmo período de 2020 e uma leve redução, de 0,7%, na comparação com os três meses imediatamente anteriores, dado o menor número de lançamentos no período. “No acumulado de 2021, o número foi de R$ 1,3 bilhão, 84,8% acima de 2020, o maior volume anual de vendas da história da companhia”, salienta seu CEO, Diego Villar.
 
Ainda no quarto trimestre, a companhia entregou três projetos, totalizando VGV bruto de R$ 288 milhões e líquido de R$ 249 milhões. A geração de caixa alcançou R$ 7,4 milhões no quarto trimestre e R$ 66,3 milhões no acumulado do ano. O banco de terrenos da incorporadora tem valor atual de R$ 6 bilhões. No quarto trimestre de 2021 foram adquiridas 17 áreas, com VGV bruto potencial de R$ 1,8 bilhão. 
 
Uma história de 38 anos
 
Atuando há mais de 38 anos no segmento de edifícios de luxo e alto padrão, a Moura Dubeux, que integra o Novo Mercado da B3 desde fevereiro de 2020, é a maior incorporadora da Região Nordeste, sendo a primeira em market share nas cidades de Recife, Fortaleza e Natal e uma das primeiras em Salvador. Tem forte presença, ainda, no segmento composto por flats, hotéis e resorts, voltado aos consumidores de alto padrão e estrangeiros. Tendo iniciado suas atividades em Pernambuco, também está presente em Alagoas, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Sergipe.
 
A companhia constrói todos os empreendimentos que incorpora. Além disso, atua no segmento de obras por regime de administração, no qual participa de todas as etapas, desde a identificação da demanda potencial de mercado, prospecção do terreno, formatação do produto, aprovação do projeto, administração e construção.