O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) oficializou nesta quinta-feira (29), através de uma resolução, a criação de um novo auxílio saúde para promotores, procuradores e servidores do órgão. O programa de assistência entrará em vigor no dia 1º de agosto e vai substituir o auxílio único de R$ 700 que é pago todos os meses nos contracheques.

Com o novo benefício, os valores passarão a ter parcelas variáveis e podem chegar a R$ 1.520 por mês para alguns promotores e procuradores de Justiça, o que significa mais que o dobro do valor atual (R$ 700). Valerá tanto para os que estão na ativa quanto para os inativos.

O auxílio saúde será pago por fora do salário e outras vantagens às quais os membros e servidores do MPRN já têm direito. Um analista de formação superior chega a ganhar quase R$ 11 mil no Ministério Público. Já um promotor de Justiça recebe de R$ 30 mil a R$ 34 mil de remuneração básica. Um procurador tem salário de R$ 35 mil. Os valores referem-se ao salário bruto.

A forma de pagamento também vai mudar. Atualmente, o auxílio de R$ 700 é depositado junto com o salário e demais vantagens diretamente na conta dos membros e servidores.

A matéria completa da 98FM você pode acessar clicando neste link